61 3543-8039

61 98381-0030

Top

Tipos de pisada

Tipos de pisada

Conheça os tipos de pisada.

Você que é atleta e percebeu que seu calçado desgasta de forma assimétrica ou que tem dores nos pés ao correr, isto pode estar acontecendo pelo tipo da sua pisada.
A prática de corrida amadora ou de alta performance está se tornando cada vez mais frequente na população brasileira, em todas as faixas etárias. O preparo físico, assim como os cuidados necessários para a prevenção de lesões ortopédicas, são de extrema importância para atingir os resultados desejados, melhorar sua qualidade de vida e evitar lesões esportivas.
O tipo de pisada pode alterar a biomecânica da marcha ou corrida, produzindo deformidades nos solados dos calçados e diminuir a sua vida útil, além de produzir dores nos pés, tornozelos, joelhos e coluna. As pisadas podem ser supinada, neutra ou pronada.
A pisada supinada se caracteriza por uma trajetória de descarga do peso durante a fase de apoio do pé, projetando-se para face lateral da planta do pé.
Já pisada neutra se configura por uma distribuição de descarga de peso mais equilibrada em toda a planta do pé.
E por fim, o tipo de pisada pronada, o inverso da supinada, produz uma trajetória de descarga de peso durante a fase de apoio projetando-se para face interna da planta do pé.

tipos de pisada

Esses tipos de pisada podem estar presentes em pessoas sem nenhuma doença no pé. Por outro lado, em alguns corredores com tipos de pisada supinada ou pronadas, a biomecânica da marcha se encontra alterada durante a corrida ou qualquer outra atividade de impacto, como futebol ou tênis e podem produzir uma sobrecarga das estruturas estabilizadoras do pé e tornozelo. Para estes, uma avaliação mais detalhada tanto da pisada quanto dos membros inferiores se faz necessário para o melhor desempenho e prevenção de lesões no aparelho locomotor.
O estudo detalhado da pisada e da marcha deve ser realizado por um médico ortopedista, de preferência especializado em medicina e cirurgia do tornozelo e pé. Esta avaliação se faz necessária para afastar as mais variadas doenças que podem definir o tipo da pisada e propor um tratamento para estes atletas. Após uma criteriosa avaliação clínica, exames complementares como radiografias simples e baropodometria podem ser solicitados a fim de corroborar a investigação da pisada do atleta. O tratamento varia deste fisioterapia para melhora da propriocepção e correção dos vícios da marcha/corrida, passando por órteses como palmilhas (proprioceptivas ou ortopédicas) e nos casos mais graves, com alguma patologia bem estabelecida, até mesmo procedimentos cirúrgicos.
Portanto, você que é atleta, amador ou de alta performance, informe-se mais a respeito da sua pisada. Procure um serviço especializado que possa oferecer uma avaliação criteriosa, visando melhor desempenho esportivo, prevenção de lesões e mais qualidade de vida.

Dr. José Brandão Brandao

Médico ortopedista, especializado em Medicina e Cirurgia do Tornozelo e Pé do Instituto de Medicina do Movimento de Brasília – IMOV.