61 3543-8039

61 98381-0030

Top

Avaliação Funcional do Movimento – Ferramenta essencial na investigação da dor e da disfunção

Avaliação Funcional do Movimento – Ferramenta essencial na investigação da dor e da disfunção

Em se tratando de métodos para avaliação do sistema musculoesquelético ou aparelho locomotor, existem duas escolas básicas: a estrutural e a funcional.

O método estrutural, por meio da avaliação anatômica e biomecânica das estruturas corporais, seja por exame clínico específico, seja por imagens, busca a causa das dores pesquisando a presença de lesões em articulações, músculos, tendões, etc. Assim, direciona seu tratamento para a recuperação das partes lesadas, com medicamentos, cirurgias e outros procedimentos. Este tipo de avaliação e os tratamentos que propõe são muito bem fundamentados na literatura e tem sua eficácia comprovada.

Porém, há situações em que os exames não são capazes de identificar alterações estruturais que justifiquem a dor ou a limitação do paciente. Nestes casos, uma alteração funcional ou disfunção pode ser a origem do problema. Esse tipo de problema pode ser definido como a perda da habilidade de uma estrutura ou de um sistema fisiológico desempenhar o seu trabalho. Entra em cena a importância da avaliação funcional.

A avaliação funcional do aparelho locomotor analisa movimentos fundamentais, observando o controle motor e a competência na execução de padrões específicos, produzindo uma percepção global de como as cadeias musculares e articulares estão trabalhando. Dessa forma são identificadas as áreas de deficiências, restrições e assimetrias da mobilidade. O conceito da interdependência regional explica como uma alteração de um segmento pode afetar a forma como uma outra parte, mesmo distante anatomicamente, executa sua função.

Existem algumas técnicas de avaliação funcional do movimento. Destacamos, por sua eficiência e reconhecimento em várias publicações, o Functional Movement System (FMS®). Este método foi desenvolvido por Gray Cook e Lee Burton para avaliação de jogadores de futebol americano. Atualmente faz parte da avaliação de atletas de vários times das principais ligas esportivas do mundo.

O sistema é divido em duas partes:

  • FMS® (Functional Movement Screen): utilizado para a avaliação de atletas amadores ou profissionais, sem queixas de dor ou lesão, no intuito de captar padrões inadequados ou disfuncionais de movimento que podem ser fatores de risco para lesões. Com os achados do exame, podem ser prescritos exercícios corretivos e, uma vez atingido o resultado, haverá mais segurança para o treino e para a ampliação da performance esportiva.
  • SFMA® (Selective Functional Movement Assessment): indicado para situações em que a pessoa tem queixa de dor associada a alguma articulação ou segmento corporal. É uma avaliação bem mais detalhada que pesquisa, em todos os padrões de movimento básicos, as alterações que podem ser a causa, diferenciando-as como consequência de disfunções do controle motor ou da mobilidade de um segmento específico, possibilitando uma abordagem terapêutica mais acurada e eficaz.

No Instituto de Medicina do Movimento (iMOV) utilizamos, entre outras, essas duas ferramentas para a avaliação e acompanhamento de nossos pacientes. Os exames são realizados por profissionais certificados pelo FMS® e guiam o tratamento fisioterápico que desenvolvemos em nosso estúdio de reabilitação.

A junção das duas escolas de avaliação do sistema locomotor fornece informações mais completas sobre as mais prováveis causas das dores, lesões e disfunções, tornando o planejamento e a execução do tratamento mais resolutivos.

Você pode conhecer mais sobre o FMS® acessando o site oficial www.functionalmovement.com.

Dr. Marco Antonio Martins Balduino

Ortopedista e traumatologista, especializado em cirurgia do ombro e cotovelo, certificado para avaliação com FMS I® e SFMA I®. Membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia do Ombro e Cotovelo. Especializado em Fisiologia do Esporte Aplicada à Clínica pela Unifesp.